Buraco do Padre

História do parque

O Buraco do Padre é um dos mais belos e famosos atrativos turísticos do Sul do País, localizado a aproximadamente 24km de Ponta Grossa no Paraná, no distrito de Itaiacoca.

A principal atração do parque é a furna que ocorre no cruzamento de falhas geológicas e fraturas que cortam as rochas arenosas, típicas da região.

O acesso ao interior da furna se dá pelo leito do Rio Quebra-Pedra, com a ocorrência de uma imponente cachoeira de mais de 30 metros de altura.

O local foi batizado assim pelos caboclos e tropeiros que por ali passavam, pois os padres jesuítas frequentavam a cachoeira em busca de refúgio para meditação e práticas religiosas como a autoflagelação. 

Embora conste no poligonal do Parque Nacional dos Campos Gerais (2006), a área é particular, adquirida na década de 80 pelo proprietário Ferdinando Scheffer Júnior que, desde então, mantém o monumento natural aberto para o acesso do público.

Em 2015, a empresa Águia Florestal, do Grupo Águia Participações, lançou o projeto social que daria ao parque uma infraestrutura básica: segurança, acesso e manutenção para melhor atender os visitantes e, assim, presentear Ponta Grossa com mais uma opção turística para a visitação de famílias de todo o Brasil.

Os valores cobrados para a entrada no parque são revertidos em melhorias no local e custos de manutenção, além de propiciarem a realização de projetos ambientais.

Desde a implantação do projeto do parque Buraco do Padre, milhares de mudas de Araucárias foram plantadas. Além disso, periodicamente é realizado o controle de pragas invasoras e trepadeiras na área de plantio.

Hoje, o parque conta com o Café do Lobo, aberto nos finais de semana e feriados, que conta com um cardápio ótimo para almoço e lanches. Para visitação de grupos durante a semana o serviço do Café do Lobo pode ser previamente agendado e elaborado um cardápio de acordo com as solicitações.

Contamos também com segurança 24h, banheiros e, principalmente, uma passarela de acesso na trilha principal, instalada em 2017, que dá acessibilidade a portadores de necessidades especiais, idosos, crianças e pessoas com quaisquer dificuldades de locomoção.

Além da trilha principal, é possível caminhar por uma trilha de dificuldade média até o topo da Furna, que também da acesso à piscina natural e a Toca do Morcego (local por onde jorra a água da Cachoeira). Pelo mesmo acesso, chega-se a Fenda da Freira (atualmente interditada para pesquisa científica) e a Pedra do Favo, conhecida por escaladores de todo o Brasil. Essa trilha é de nível de dificuldade médio, não possui passarelas e o percurso de ida e de volta pode levar até 1h. 

Faça parte dessa história e visite o Parque do Buraco do Padre!